Parcelamentos em até 6X no cartão de crédito
Imaplente Bioimpedancia Gratis

gratis impedancia todas paginas

Quinta, 18 Abril 2019 14:16

Longevidade

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

A análise de DNA tem muito mais implicações para a humanidade do que entender nossas raízes genealógicas ou risco de doença. A vasta biblioteca global de DNA resultante do perfil genômico em massa está nos ajudando a entender como poderíamos prolongar a “longevidade”, que é viver mais jovem e saudável por mais tempo.

Mas o envelhecimento mais saudável também beneficiará as gerações mais jovens se os dividendos da longevidade puderem ser compartilhados em todas as faixas etárias da sociedade. Mas, mais recentemente, os desenvolvimentos dramáticos em nossa compreensão da genômica e a interação entre os genes e o ambiente (incluindo estilo de vida, nutrição, condicionamento físico e microbioma) estão revelando a verdade sobre o envelhecimento.

A duração da vida humana (longevidade) é influenciada pela genética, pelo meio ambiente e pelo estilo de vida. As melhorias ambientais que começaram nos anos 1900 aumentaram drasticamente o tempo de vida médio, com melhorias significativas na disponibilidade de alimentos e água potável, melhores condições de habitação e moradia, menor exposição a doenças infecciosas e acesso a assistência médica. Os mais significativos foram os avanços na saúde pública que reduziram a morte prematura, diminuindo o risco de mortalidade infantil, aumentando as chances de sobreviver à infância e evitando infecções e doenças transmissíveis. 

 Os indivíduos de vida longa têm pouco em comum um com o outro em educação, renda ou profissão. As semelhanças que eles compartilham, no entanto, refletem seus estilos de vida - muitos não são fumantes, não são obesos e lidam bem com o estresse. Além disso, a maioria são mulheres. Por causa de seus hábitos saudáveis, esses adultos mais velhos têm menor probabilidade de desenvolver doenças crônicas relacionadas à idade, como pressão alta, doenças cardíacas, câncer e diabetes, do que seus pares da mesma idade.

Tempos de vida mais longos tendem a ocorrer em famílias, o que sugere que a genética compartilhada, o estilo de vida, ou ambos, desempenham um papel importante na determinação da longevidade.

Estima-se que cerca de 25% da variação no tempo de vida humano seja determinada pela genética.

Algumas das variantes genéticas que contribuem para uma vida longa estão envolvidas com a manutenção básica e a função das células do corpo. Essas funções celulares incluem reparo do DNA, manutenção das extremidades dos cromossomos (regiões chamadas telômeros) e proteção das células contra danos causados ​​por moléculas instáveis ​​contendo oxigênio (radicais livres). Outros genes associados aos níveis de gordura no sangue (lipídios), inflamação e sistemas cardiovascular e imunológico contribuem significativamente para a longevidade, pois reduzem o risco de doença cardíaca (principal causa de morte em idosos), acidente vascular cerebral e resistência à insulina.

os cientistas também estão estudando um punhado de comunidades em outras partes do mundo onde as pessoas geralmente vivem até os 90 anos - Okinawa (Japão), Ikaria (Grécia) e Sardenha (Itália). ). Essas três regiões são semelhantes, pois são relativamente isoladas da população em geral em seus países, são de baixa renda, têm pouca industrialização e tendem a seguir um estilo de vida tradicional (não ocidental).

O mundo é o lar de cerca de 500.000 pessoas com 100 anos ou mais - um número que prevê dobrar a cada década. 

Cientistas, empresários e filantropos estão agora repensando o envelhecimento e nossas suposições de que as doenças crônicas - como a artrite - são os inevitáveis ​​subprodutos do envelhecimento. A pesquisa mais recente, revelando a base celular do envelhecimento, mostra que podemos prevenir ou desacelerar doenças crônicas.

Antigas drogas como a rapamicina (usada para prevenir a rejeição de transplante de órgãos) e a metformina (um padrão  no controle do diabetes para controlar o açúcar no sangue) estão encontrando novos usos para retardar o envelhecimento. Foi também descoberto que mais de 100 novos fármacos prolongam a longevidade dos ratinhos, com cocktails específicos de medicamentos “senolíticos”, por exemplo, combinando o dasatinib (utilizado no tratamento da leucemia) e a quercetina (uma substância química frequentemente encontrada no vinho tinto e couve). para matar as células senescentes .

Precisamos de inovações éticas como essa que protejam a humanidade, através da ciência, saúde e serviços financeiros - e um plano para orientar a crescente indústria da longevidade, fazendo lobby para investimentos em grande escala e mudanças regulatórias necessárias para colher o “dividendo da longevidade” para todos da sociedade.

O aumento da longevidade representa a maior oportunidade de negócios do século XXI. Longe de ser o fardo previsto por muitos economistas, muitos consumidores mais velhos não gastam toda a sua renda e podem ser persuadidos a gastar mais.

ELEMENTOS QUE PROMOVEM A LONGEVIDADE

O primeiro fator remete à atividade física e mental. Assinala-se que é importante a pessoa manter-se sempre ativa, fazer exercícios físicos, como caminhadas, e nunca ficar parada dentro de casa, procurando sempre estar disposta a fazer outras atividades. Destaca-se também a importância da atividade mental, dizendo que o segredo para se viver bastante é sempre exercitar a mente, mas não com pensamentos ruins ou preocupações que prejudicam.

Eles valorizam a importância de dormir bem, indo cedo para a cama e não perdendo noites de sono em passeios.

Associa-se a maior longevidade ao fato de não terem vícios e não serem extravagantes. Julgam que vícios, como beber e fumar, prejudicam a saúde e podem encurtar a vida. Colocam que ser extravagante (fazer bagunça, jogar, fumar, beber) estraga a vida e faz viver menos, deve-se ter disciplina e comportar-se bem.

Relaciona-se que ter uma alimentação de qualidade - com frutas, leite e alimentos bem selecionados, conforme a escolha da pessoa, evitando gordura - e não ter falta de comida garantem uma maior longevidade.

Acredita-se que é importante não fazer ou não desejar o mal ao próximo e não se preocupar com a vida alheia. É importante procurar ter um bom relacionamento social e familiar, tendo boas amizades.

Destaca-se que apreciar os bons estímulos que a natureza nos proporciona pode contribuir para uma maior longevidade. Consideram como bons estímulos o aroma do mato e da terra, as belezas da natureza, o conforto proporcionado pela mata, o som dos passarinhos, que trazem alegria, distraem as pessoas e aumentam a possibilidade de viver mais.

Julga-se que, se as pessoas fizerem só as atividades de que gostam e dão prazer, tendo lazer também, aumentam as possibilidades de se viver mais

Acredita-se que o trabalho é importante no processo da longevidade, pois distrai e não permite que fiquem com pensamentos ruins. Além disto, julgam essencial ter uma remuneração e não ter dívidas. Ressaltam o papel negativo da aposentadoria na vida e destacam a questão da sabedoria como componente que leva a maior longevidade.

Acredita-se que é importante para a longevidade ter sabedoria, ir adquirindo conhecimentos ao longo da vida para viver mais.

Percebe-se o valor de ser e estar mais tranquilo, mais sossegado, e criticam a correria diária das pessoas. Procuram ser e estar felizes, alegres, de bem com a vida, pois a tristeza representa a morte para eles.

Acredita-se que é importante cuidar da própria saúde e do corpo, fazendo uma revisão médica quando possível.

Atualmente existem clínicas médicas voltadas para o esporte , implantes , sexualidade e outros onde é possível encontrar tratamentos especializados para aumento de massa muscular , hipertrofia , redução de gordura abdominal , implantes hormonais de testosterona , estética da região genital e muitos outros procedimentos que visam melhorar as condições físicas do ser humano adulto, melhorando sua parte psicológica e contribuindo para uma vida mais saudável e mais longa.

GRUPO MP.LIFE

www.medicinadesportiva.com.br

www.implantehormonalmasculino.com.br

www.clinicaparahomens.com.br

www.chipdabeleza.com.br

 

Última modificação em Quinta, 18 Abril 2019 19:36

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Alameda dos Maracatins, 1435
7º Andar CJ.706 | Moema 04089-015 São Paulo/SP
Tel. (11) 4971-6318
contato@
implantehormonalmasculino.com.br
Clínica com 40 anos de atuação na área, estrutura completa para o seu melhor atendimento e conforto. O cuidado e especialista que você merece!
Todos os direitos reservados 2019 @ IMPLANTE HORMONAL PARA HOMENS MPLIFE.
JGWEB - Criação de Sites, SEO e Marketing